Rua Ribeiro de Sousa nº248
4250-405 Porto
Telefone: 222071290/7

Email: eptpporto@mail.telepac.pt
Fax: 222071299

O GIVA foi concebido para prestar apoio à transição dos/as alunos/as da EPTPP para a vida ativa (este trabalho é feito igualmente com os/as antigos/as formandos/as da escola), bem como prestar apoio psicológico e psicopedagógico a todos/as os/as alunos/as dos diferentes níveis de ensino, desenvolvendo a sua atividade em colaboração com todos os elementos da comunidade educativa, promovendo o apoio educativo e psicossocial de todos os intervenientes. Tem ainda como atividades centrais, a divulgação da oferta formativa disponível e seleção de candidatos.

Quais são as suas atribuições/competências:

Cumprir com a Política da Qualidade;

Cumprir com o descrito na documentação do Sistema de Gestão e Garantia da Qualidade;

Conhecer as suas funções descritas no Regulamento Interno da EPTPP, e agir de acordo com as mesmas;

Contribuir para o desenvolvimento integral dos alunos e a construção da sua identidade pessoal e do seu projeto de vida, durante todo o seu percurso escolar;

Desenvolver atividades no âmbito da Orientação Escolar e Profissional, no sentido de informar, orientar e acompanhar os alunos para a transição de final de ciclo;

Recolher e divulgar informação escolar e profissional/ofertas de emprego;

Desenvolver atividades que permitam a aquisição de competências pessoais e sociais capazes de facilitar a entrada no mercado de trabalho, nomeadamente técnicas de procura ativa de emprego;

Apoio na colocação dos alunos no mercado de trabalho e acompanhamento;

Apoiar os alunos no processo de aprendizagem e integração escolar;

Intervir, ao nível psicológico, pedagógico e psicopedagógico, na observação, orientação e apoio dos alunos, promovendo a cooperação de professores/formadores, pais e encarregados de educação, em articulação com os recursos da comunidade, no contexto das atividades educativas, tendo em vista o sucesso educativo, a igualdade de oportunidades e a adequação das respostas educativas;

Colaborar na deteção, avaliação e acompanhamento de alunos que apresentem medidas de apoio à aprendizagem específicas, definidas pelo paradigma vigente da educação inclusiva (Decreto Lei nº. 54/2018, de 6 de Junho);

Apoiar os professores na sua atividade docente e na prossecução de objetivos e estratégias comuns conducentes ao desenvolvimento global dos alunos;

Promover atividades de informação escolar e profissional, promovendo a sensibilização dos jovens para as oportunidades disponíveis, tanto para as atividades profissionais como para o prosseguimento de estudos, favorecendo a indispensável articulação entre escola, entidades ligadas ao emprego e formação e mercado de trabalho;

Desenvolver, junto dos alunos, ações de aconselhamento psicossocial e vocacional, individualmente ou em grupo;

Incentivar atividades de formação e de articulação no desenvolvimento de projetos;

Assegurar a articulação estreita com as instituições da comunidade envolvente, particularmente com as Entidades com Competência em Matéria de Infância e Juventude (ECMIJ);

Promover ações de divulgação da oferta formativa junto de todas as ECMIJ da comunidade envolvente;

Participar na definição de estratégias para uma ajustada colocação dos formandos formados e diplomados no mercado de trabalho e a sua plena inserção socioprofissional;

Manter um registo atualizado dos processos e resultados de formação e trajetos imediatamente subsequentes dos diplomados;

Orientar e participar no processo de recrutamento e seleção dos alunos candidatos;

Colaborar, sempre que necessário, nas tarefas a designar pelo órgão direção.